quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Livros que pintaram o meu 2015


De tudo o que li ao longo deste ano, tenho necessariamente de destacar a obra de Sophia de Mello Breyner Andresen. Uma das coisas que queria fazer este ano era precisamente conseguir ler o máximo da sua Obra Poética, e consegui! Consegui adquirir o livro em fins de Agosto/princípios de Setembro, se a memória não me falha, e aos fins-de-semana, quando vou a casa, leio sempre um pedaço, antes de me deitar. E é tranquilizante! E é uma poesia incrivelmente fresca e com cheiro a mar. Às vezes, penso que se a minha avó um dia tivesse sido escritora, teria demonstrado em palavras o amor pelo seu Mar, exactamente como Sophia. Ao lê-la, lembro-me da praia da minha infância, das poças de água onde eu imaginava mundos, das algas, das rochas, da vida marinha, das pescas dos meus tios, dos meus Verões serenos de criança! É claro que a sua poesia não é só sobre o mar, mas é muito característico dela este tema, o que me fascina imenso, porque o mar é de facto incrível e de certa forma um mistério de serenidade e ao mesmo tempo de tormento. O mar é único, grande e infindo! E Sophia, tenho a certeza, «voltou para buscar os instantes que não viveu junto do mar!».

5 comentários:

  1. Sem dúvida que é uma excelente escritora, gosto muito dos livros dela :)

    Segui-te!

    ResponderEliminar
  2. Absolutamente maravilhoso! É tão bom quando há obras que nos fascinam desta forma.

    r: Concordo inteiramente contigo :)

    ResponderEliminar
  3. R : Os livros tem o dom de nos fazer sonhar e viajar com eles :)

    ResponderEliminar
  4. Agora fiquei muito curiosa por ler essa obra!

    ResponderEliminar

Obrigada pela tua visita :)