terça-feira, 23 de junho de 2015

Protejo-me do mundo com um sorriso


Prendi o meu coração.
Enjaulei-te em grades de diamante.
Deixei-te longe, lá longe.
Não procurei mais por ti.
Prendi o meu coração. 

Fugi do amor.
Venci a melancolia.
Arranquei coisas boas e coisas más daqui.
Queimei o tempo.
Fugi do amor. 

Derrotei a mágoa.
Risquei o que era caminho e desenhei onde tudo era confusão.
Apaguei-me do mundo.
Arruinei memórias e pensamentos.
Derrotei a mágoa.

Encontrei-me sem ti.
Deixei de ver o meu chão.
O meu céu perdeu o azul e o sol.
A minha noite esqueceu as estrelas.
Encontrei-me sem ti. 

Protejo-me do mundo com um sorriso.
Cosi as minhas palavras aos meus sentimentos e afoguei-os.
Cortei o meu sangue e deitei-o ao Mondego.
Camuflei a minha carne com uma armadura de ferro.
Protejo-me do mundo com um sorriso.

5 comentários:

  1. Quantas vezes o sorriso é o nosso maior aliado para não desabarmos com tudo aquilo que se passa na nossa vida...
    Adorei, está fantástico *.*

    r: Há mesmo!

    Somos duas :) com este nos Aliados, foi o segundo concerto que vi do Rui Veloso (tenho mesmo pena de não conseguir ir a mais, até porque é o meu número um no que na música diz respeito). Os D.A.M.A também vieram à queima do Porto e não os vi. Comprei bilhete para esse dia, mas como foi no domingo da imposição só cheguei ao queimódromo a tempo de os ouvir cantar a última frase da Balada do Desajeitado, isto enquanto me deslocava para o local de entrada. Partilho essa dor.

    Um dia que tenhas oportunidade anda, vale mesmo a pena!

    ResponderEliminar
  2. Às vezes é muito difícil conseguir um sorriso.

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Protege-te mas não te tranques nesse sorriso que esconde o que verdadeiramente sentes. O mundo é demasiado bonito para que não o aproveites.

    ResponderEliminar

Obrigada pela tua visita :)