sábado, 20 de junho de 2015

Maresia

Hoje, na minha praia paraíso.
Fotografia da minha autoria. Por favor, não utilizar sem autorização prévia.
Consigo fechar os olhos e sentir o som das ondas de sal no meu rosto. Leio o que escrevo em voz alta e percebo que o Mar e a Poesia são irmãos. Ouço a minha voz trémula e ansiosa que me diz que um dia serei Mar. Sinto as areias douradas na minha pele branca, branca, branca. As gotas de água salgada lavam-me o corpo cansado. Respiro, sinto e vivo o Mar. 
O marulhar é a Música que o Mundo criou para nós. É a cura mais poderosa para uma alma perdida, fria e só. 
E tudo isto me limpa a alma extasiada de tudo e de nada.

1 comentário:

  1. Como é bom ouvir/ver o mar. E ao ler as tuas palavras, senti-me na praia!

    ResponderEliminar

Obrigada pela tua visita :)