sexta-feira, 20 de março de 2015

Para nós, Mulheres


Para nós que temos o guarda-roupa a abarrotar, nunca «temos o que vestir» e quando temos, arranjamos sempre um defeito.
Para nós que conseguimos aguentar saltos terríveis de meio metro.
Para nós que temos uma colecção de malas, sapatos e biquinis maiores do que o Rio Mondego, mas que nunca o admitimos porque uma mulher que é mulher não recusa uma ida às compras.
Para nós que nunca chegamos atrasadas... os outros é que chegam cedo demais.
Para nós que adoramos comida e docinhos, mas detestamos espelhos e balanças naqueles dias...
Para nós que somos LINDAS (e não sabemos), mas mesmo assim temos sempre o nariz mais torto, as pernas mais gordas e todos os restantes maiores e piores defeitos do mundo e arredores.
Para nós que enchemos as casas de banho de produtos de beleza inúteis aos olhos dos homens.
Para nós que procuramos incansavelmente o elixir da beleza eterna.
Para nós que passamos horas ao telefone.
Para nós que não fazemos a mais pálida ideia daquilo que queremos!
Para nós que nos sentimos tantas vezes inseguras, tímidas e com medo de tentar.
Para nós que somos teimosas que nem uma porta, determinadas e sempre cheias de razão.
Para nós que conseguimos falar com o silêncio e escutar vozes mesmo na maior confusão de ruído.
Para nós que queremos e merecemos ser amadas.
Para nós que amamos incondicionalmente.
Para nós que choramos mares quando mares têm de ser chorados.
Para nós que batalhamos e que lutamos por um Amanhã mais tranquilo.
Para nós que temos neuras inacabáveis.
Para nós que nunca deixamos morrer um sonho.
Para nós que somos solteiras e vivemos a vida sem ter de apanhar meias do chão todos os dias.
Para nós que somos casadas e, para além de apanhar meias do chão todos os dias, temos de fazer almoço e jantar, tratar da casa, do cão e do papagaio, dos filhos e do marido, ir às compras, pagar as contas e, ainda por cima disto tudo, sermos FANTÁSTICAS!
Para nós que somos Mães e temos de ter um coração de manteiga, mas protegidos por uma armadura de diamante.
Para nós que somos Irmãs e que amamos os nossos irmãos com mais de metade dos nossos corações.
Para nós que somos Tias e temos uma caixinha de segredos dentro de nós dedicada aos nossos sobrinhos.
Para nós que somos Avós e que, mesmo a ver e ouvir mal, sem dentes, e cheias de cabelos brancos e rugas conseguimos ser das mulheres mais sábias e amadas.
Para nós que construímos sorrisos e felicidade.
De mim, Carolina, para nós, Mulheres, para nós...


Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela tua visita :)