quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Quando te tiram o mundo


Querido...
Primeiro de tudo,confia em ti!
Confia em ti porque precisas disso e, se não confiares em ti, como cativas a confiança do outro?
Confia porque te tornas VULNERÁVEL! Pode ser bom. Pode ser mau. Mas tens de acreditar que o mundo foi feito para nós e é um desperdício viver só! Fomos feitos para acreditar, para ter fé. E só assim poderás afastar a solidão triste que acompanha a desconfiança!
Confia porque terás motivos para sorrir e para fazer sorrir.
Confia porque será um gesto muito teu, muito importante, para fazeres crescer um jardim no teu coração.
Confia porque aprenderás a voar sem asas.
Confia porque aprenderás a ser Humano.
Confia porque quem confia é mais feliz.
E se correr mal (porque pode correr), não feches os olhos... Acontece o que tem de acontecer por algum motivo. Não julgues o resto do mundo porque UM te fez acreditar que não valia a pena!
Eu sei que quando te tiram o mundo, ficas sem chão, sem onde pousar os pés.
Perguntas ao Inverno por que é ele tão frio em ti! E ele, de tão gélido que é, não te responde e ainda te pisa os dedos já feridos.
Não consegues perceber a razão de todo o abismo que se instala repentinamente. O resto não importa e só queres deixar de viver. Com o mundo em cima de ti, vês-te sozinho e não te consegues levantar.
Pensavas que, se não fosse para amar, nada valeria a pena. Hoje, fizeram-te acreditar que o que não vale a pena é amar. E é tão triste pensar assim! É tão triste estar triste!
O que eu dava para te dizer que estou aqui para ti! Que te amo, independentemente do que possa acontecer amanhã, quando virmos o sol.
Disseram-te para não te agarrares tanto às pessoas. Tentaste, mas não conseguiste! É inevitável, eu sei! Para onde quer que vás, terás necessidade de te prender a alguém. De agarrares alguém com a tua vida. É humano precisares de um pilar. De um alicerce que te sustente os pés quando perdes a força e cais.
De tanto andares, parece-te que já não é fiável ter alicerces, porque também eles podem cair ou, no pior dos casos, serem eles mesmos a derrubarem-te, por mais inacreditável que te parecesse até então! Aí, perdes o poder de confiar. Quando perdes isto, perdes o mundo. Quando te tiram isto, tiram-te o mundo. Mas as coisas acontecem e todos erramos!
Por isso te peço, meu doce, que não deixes de acreditar. Não deixes de acreditar que faz bem acreditar. Nunca!
Quero que sejas feliz na tua linda e longa vida. Quero que um dia digas que valeu a pena e que acredites que amar é de facto o que te faz continuar por aqui! E que, se não fosse para amar, tudo seria em vão!
Pois agora digo-te eu (e isto vale o que vale) que, por mais impensável, por mais impossível que possa parecer, há sempre alguém em que mereces confiar.
Hoje, não te escrevo palavras bonitas nem organizadas. Mas escrevo-te com esperança de que acredites!
E acredita, meu amor, que a vida é tão mais bonita quando confias! A vida é tão mais bonita quando tens alguém ao teu lado!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela tua visita :)