quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Homens de guerra


Ouvi uma história... uma história cheia de amargura dos tempos remotos, que nasceu no berço da guerra.
Comecei por ouvir serenamente as palavras que a descreviam, mas a gradação da intensidade dos acontecimentos terrivelmente temidos ia aumentando a minha ansiedade. Em certos momentos pensei mesmo estar lá, presente no maior monstro de toda a História da Humanidade. Mas não! Era apenas uma ilusão, fruto da imensa capacidade de contar histórias do meu avô.
Bravos guerreiros lutavam pela sua vida, mas com maior êxtase pela sua pátria. Ouviam-se gemidos, gritos e ruídos por todos os lados… O soprar das flechas e o estrondoso magnífico cavalgar dos cavalos de guerra arrepiavam-me! Os sons bélicos eram diversos e incontáveis, capazes de fazer adormecer eternamente várias centenas de soldados. Os infinitos crepúsculos e as inacabáveis auroras pareciam ser cada vez mais encarnados, tingidos pelo sangue derramado por gloriosos homens cuja coragem e fé eram infindas. As noites eram negras como o medo. Os dias eram cinzentos e nebulosos cheios de poeira de corridas, lutas e batalhas. As trincheiras inundavam-se de mágoas, saudade e da pior criatura criada pela imaginação – o ódio!
Os soldados e cavaleiros equipados com elmos, escudos e espadas combatiam arduamente tentando alcançar a vitória definitiva. No entanto, aquele pesadelo parecia não ter fim… Muitos deles estavam já lânguidos e macilentos!
Finalmente, numa madrugada diferente de todas as outras, ouvira-se o som da corneta que anunciara o final tão esperado. Nem vivalma se mantinha em pé! Alguns ciciavam para si mesmos, agradeciam desesperadamente, como se não houvesse amanhã, rezando, por estarem vivos. Depois, alguns desabafos tão duros e severos! Enquanto aqueles que restavam dos derrotados voltavam para as suas origens, os vencedores, homens verdadeiramente patriotas, celebravam a vitória esplendorosa!

1 comentário:

  1. E que forma incrível de nos contares uma história. Adorei o texto!

    r: Muito, muito obrigada *.*

    ResponderEliminar

Obrigada pela tua visita :)